A minha Lista de blogues

quinta-feira, fevereiro 25, 2010

EM ANDAMENTO...


Estive esta manhã na gráfica onde está a ser preparado e impresso o projecto de que vos falei a semana passada e posso afirmar que as coisas estão a correr de feição e o produto final promete merecer a vossa atenção. Esta empresa já concretizou a feitura dos meus primeiros livros (“O Caderno do Praticante” e “Contactos – Corpo, Mente e Espírito”) e muitos outros trabalhos inerentes ao funcionamento do Centro, por isso, conhecem os meus gostos e o meu trabalho. Estou confiante e feliz por ver em andamento esta acção, materializadora da vontade de todos quantos valorizam aquilo que por mim passa e que, com gosto, partilho aqui e agora.
Tive quatro filhos, vou a caminho de nove netos, plantei uma ou duas árvores e a publicação do quinto livro, faz com que sinta que, a pouco e pouco, vou completando a minha vida, com a consciência de que faço parte de um TODO, apesar da minha natural individualidade. Somo seres livres, fazendo parte de alguns grupos de almas que se congregam para que seja possível realizar as tarefas propostas a cada instante ou etapa da existência.
Assim, seguimos, como Unidade, inseridos numa diversidade que nos enriquece e nos garante a protecção necessária para avançarmos com determinação e a discriminação própria de quem sabe que sabe… Não me canso de agradecer aos meus Deuses, aos meus Guias e aos Mestres que me assistem, sempre que apelo à sua ajuda e, igualmente, àqueles que me acompanham aqui na Terra, física ou espiritualmente.
Bom fim-de-semana.

Um abraço
Fiquem bem!




segunda-feira, fevereiro 15, 2010

PASSADO, PRESENTE E FUTURO



Amar o passado é estar no presente e não perder de vista o futuro... Estamos aqui por alguma razão!

Cada vez mais acredito que o passado se transforma na nossa história, a partir do momento em que acreditamos que o futuro se faz em cada presente. A filosofia do Yoga acordou em mim a necessidade de acreditar que, o que realmente vale, são as acções de cada dia e que quanto mais conscientes estivermos das suas repercussões, mais facilmente poderemos concretizar as ideias que nos vão passando pela cabeça e assentando, definitivamente, no coração.
Há muito tempo que tinha vontade de publicar um caderno com o registo dos pensamentos que canalizo espontaneamente ou quando alguma circunstância me pede atenção e necessidade de alguma resposta. Aponto o que surge e vou guardando para os partilhar com quem me rodeia ou aqui neste espaço sideral. Sei que nada nos pertence e que o que temos tem de seguir o seu curso, com a energia divina que nos privilegia. Com base nesta ideia, sempre esperei que chegasse, por fim, a oportunidade de concretizar esse objectivo, para que essa minha “herança” cumpra o papel de levar um pouco de mim a todos quantos me têm acompanhado nesta Senda. Como não tinha hipótese de o fazer através de uma editora, teria de o materializar por meio de uma edição de autor. Momentos houve, confesso, em que senti vontade de desistir, face à inexistência de fundos que garantissem o investimento e o risco envolvido. “Falei” com os meus Deuses para que me dessem um palpite e me ajudassem a acreditar que valia a pena seguir em frente. Como sempre, não me deixaram ficar mal e, nesta encruzilhada, decidi que a solução prática era arranjar patrocínios! E não é que pus de lado a minha timidez, e porque não o meu orgulho, abrindo o meu coração e disponibilizando-me para receber as ofertas de quem acreditasse no valor da ideia, ainda mais do que eu própria.
Agradecida, aceitei o que estava ao alcance dos beneméritos (anónimos por vontade própria) e assim, posso ir para a frente com esse antigo sonho. Resta-me agora garantir a qualidade do produto final, para que chegue às mãos dos interessados como manifestação de Amor incondicional e que a partilha se concretize integralmente. De mim para todos e de todos para mim.
Fiquem bem!






domingo, fevereiro 07, 2010




"Existe um tempo, um espaço e uma companhia que nos permite confiar no que sentimos e actuar de modo a realizar o que temos de realizar e compreender o que temos de compreender.”

Fiquem bem!