A minha Lista de blogues

terça-feira, outubro 25, 2011

UNIVERSO
















"O universo, em toda a sua amplitude, há que senti-lo mais do que percebê-lo. O Conhecimento não encerrado nas palavras, antes por trás delas, como inspiração que provoca mil palavras maravilhosas que transbordam, mas não é o Conhecimento. Como atingir o Conhecimento? Como ser o Conhecimento? Ser o Conhecimento é atingir o estado de purificação do Ser. É isso o Conhecimento. Quando se É, tudo se sabe, pois aquilo que há para saber é a essência do Ser: uma imensidão de murmúrios, de seguir, de viajar pelo espaço em gargalhadas de alegria e o Amor transbordante, como almas que se tocam.
Não adianta proferir palavras complicadas, racionalizar à volta da sabedoria esquecida dos livros com pó. Tudo passa e morre, menos a Essência que prevalece com grande força criadora, a única capaz de fazer mover montanhas. É essa força que reside em cada um, em cada coisa, em TUDO! Através do contacto com ela o Homem se engrandecerá, esquecendo a pequenez que não lhe pertence, isto que é apenas a sua condição do momento. As gargalhadas de azul que viajam pelo espaço sou Eu a rir-me de mim...
O Homem é, simplesente, uma parcela de uma grandeza maior que tem a capacidade de rir, enquanto o Homem chora. Quando o Homem se questiona, pode surpreender-se com a aparente frieza cósmica. A dimensão do pequeno, quando vista pelo grande, tem essa mesma dimensão: PEQUENA. Por isso, aquilo que pode parecer muito grave, visto sob outro prisma, a outro nível, não passa de pequeno contratempo que, em breve, deixará de existir. o Homem terá essa noção quando, em, retrospectiva, olhar o seu passado, com o afastamento e, à distância, se aperceber da importância ou da falta dela, daqueles momentos que, então, lhe pareceram cruciais, casos de vida ou de morte.
Ao olhar as estrelas, tão longe e parecendo tão perto, pensando que aquela luz já se pode ter extinguido, aperceber-se-á quão vã é a sua visão das coisas, como a distância e o tempo são ilusões...
                                                                                                                SETH (in "As Lições de Seth", canalizadas por Umabel)

sexta-feira, outubro 07, 2011

25 ANOS EM LISBOA

Acender das velas



Convívio

Partilha

Alegria












Faz hoje, precisamente, 25 anos que inaugurámos o “Satsanga” em Lisboa. Comemorámos com alegria, em companhia daqueles que se dispuseram a vir partilhar connosco o seu “sentir”. Ver e rever amigos é motivo suficiente para perceber que vale a pena apostar em alimentar afectos e proporcionar momentos de pleno prazer que se guardam na memória, como reserva de amor.

Fiquem bem

OM SHANTI









segunda-feira, outubro 03, 2011

CELEBRANDO



Faz agora 25 anos que o “Satsanga” chegou a Lisboa (começou em Almada em 1983) e, por esse motivo, vamos celebrar com um encontro para meditarmos juntos e partilhar vivências que fizeram parte do desenvolvimento pessoal e comunitário. Procuramos servir o próximo com as descobertas feitas no tempo e no espaço adequado, só assim é possível SER e ESTAR, seguindo pelos caminhos que se apresentem. Fluindo, fluindo, fluindo e ultrapassando os obstáculos que testarem a nossa força e a nossa humildade.









Muita água foi passando debaixo da ponte que somos, com a certeza de levarmos para a outra margem aqueles que se sentem confiantes e determinados. Estamos juntos por alguma razão…
Todos quantos nos têm acompanhado nesta senda, estarão presentes no nosso coração.

Obrigada, fiquem bem!!!

OM SHANTI