A minha Lista de blogues

terça-feira, outubro 23, 2007

ESPERANÇA


“A esperança faz parte da realidade construída por aqueles que despertaram a consciência pela necessidade de ajudarem a Terra a libertar-se de influências negativas que a impedem de desenvolver sociedades mais pacíficas e equilibradas.
O Grupo Espiritual a que pertencemos tem uma missão que transcende a ilusão própria daqueles que julgam o corpo como reflexo do seu EU. O corpo não é senão o veículo que permite a cada um trabalhar a matéria a fim de que esta seja definitivamente espiritualizada.”
SETH


Neste últimos dias, tenho andado muito ocupada com a organização da minha casa que estava bastante necessitada de uma limpeza mais profunda a vários níveis. Aproveitando o facto dos Deuses me terem mandado uma preciosa ajuda, deitei mãos à obra, procedendo à eliminação de coisas que já não faziam sentido naquele espaço e fazendo a recolha de uma quantidade imensa de livros que serão bem mais úteis na biblioteca de bairro que se disponibilizou para os aceitar. Ficámos com aqueles que nos são mais chegados ou que ainda nos possam fazer falta ou aos nossos netos. Livros, é coisa que nunca falta em nossa casa, visto que somos leitores compulsivos. Além disso consegui convencer o meu marido a desapegar-se de muita coisa o que é uma lança em África!!! Ele é uma pessoa generosa, mas muito agarrado a lembranças reflectidas nos objectos. Eu sou precisamente o contrário… Gosto de me lembrar, de guardar na memória um passado que faz parte de mim como impressão perene, mas em liberdade…
Uma coisa puxa a outra e, assim, fomos arrumando as memórias que encontrámos pelo caminho. Foi bom ver fotos antigas, reler cartas de vivências de outros tempos e guardar o que servirá como marco para os vindouros. Dá sempre para rir e para deixar que a saudade tome conta de nós, sem mágoa. Acredito que é importante pormos ordem na casa para que haja ordem no nosso interior. A nossa casa é o nosso refúgio, uma espécie de ventre materno onde regressamos ao fim de um dia de trabalho ou para estabelecermos contacto com afectos. Dentro e fora em harmonia! A Terra também agradece, pois a matéria espiritualizada permite que possamos ir ao encontro do Absoluto, usando o corpo como veículo, órgão de acção.
A esperança é um factor primordial no processo em que nos encontramos, como indivíduos e como grupo que se empenha definitivamente em conquistar uma paz duradoura, aquela paz que se experimenta ao mergulhar num sonho que se vai tornando realidade.
Sonho será o tema da próxima lição do nosso curso sobre sentir energia. Sonhando preparamos as mudanças que achamos necessárias à nossa evolução. Sonhemos, pois, com a esperança de um dia mais, vivido em plenitude.
Fiquem bem!

terça-feira, outubro 09, 2007

SER E ESTAR




Neste fim de semana passado, tive como presente participar num “workshop”, cujo tema era “Despertar a Consciência Energética no Corpo”, onde se abordaram conceitos que incluem padrões estabelecidos, crenças erróneas e resistências interiores que têm como consequência condicionar o bom funcionamento dos nossos três eixos: corpo, mente e espírito.
Estruturar um carácter, gerir estados emocionais, tais como o medo, a raiva, a vergonha, o prazer e exaltação, é um trabalho que requer uma vontade, uma confiança e um apoio incondicional que só é possível com terapeutas experimentados e com um desenvolvimento pessoal e espiritual muito acima da media. Foi precisamente isso que aconteceu!
Viveram-se experiências muito profundas (algumas bem dolorosas), participou-se activamente nas ajudas ao próximo, assim como nós mesmos. Os processos desencadeados foram levados a bom termo e, no fim, o campo energético transformou-se de molde a que todos se sentissem bem, com a mente clara e propósitos bem definidos. O Sol, o Mar e a atmosfera criada, proporcionaram estados de graça e um verdadeiro encontro entre semelhantes. Tive o grato gosto de rever amigos, ter como companhia alguns discípulos e ver tanta gente boa a revelar-se com toda a confiança e grande disponibilidade. Não é fácil mostrar as nossas fragilidades, mas também é bom estar capaz de receber a energia canalizada para aqueles momentos e ultrapassar obstáculos há muito estabelecidos. Ficámos todos a ganhar! Pessoalmente, tive como revelação que, o que importa mesmo é SER E ESTAR, pois com a nossa presença o contacto estabelece-se e a energia cósmica flúi naturalmente. Foi bom, muito bom mesmo!!! Mais uma vez me sinto grata pela oportunidade e grata àqueles que a proporcionaram, terapeutas e organizadora que teve a coragem e a sabedoria de levar esta carta a Garcia…


Fiquem bem!

terça-feira, outubro 02, 2007

RELAÇÕES E COMPORTAMENTOS


“A materialização leva um tempo que não se compadece com a pressa dos homens e, no entanto, tudo acontece muito depressa. Cada instante passa como um abrir e fechar de olhos. O que foi ontem já não é hoje e o de hoje não passará amanhã. As sensações e as emoções vão e vêem, aparecem e desaparecem em ondas coloridas que deixam um perfume no ar.
Vivam a Vida, passo a passo, sem pressa, mas com a constância de quem sabe que não há um minuto a perder!”
SETH


Vem esta mensagem a propósito da próxima lição do Curso “Sentir Energia – Processo Evolutivo”, que organizámos este ano para que possamos desenvolver uma consciência do que se passa connosco nas relações e nos comportamentos próprios ou alheios. O que sentimos é um sinal que se manifesta no corpo e, ao tomarmos consciência dele, podemos gerir as emoções de forma conveniente e perceber até que ponto somos influenciados pelas energias que nos rodeiam e como harmonizá-las.
O primeiro passo é, em silêncio, dar atenção àquilo que realmente somos, como individualidade. Somos muito permeáveis e, por isso, estamos longe de agir de acordo com o que verdadeiramente, sentimos. Tal como o mestre Seth diz “as sensações e as emoções vão e vêem, aparecem e desaparecem…”, e o que conta mesmo é o nosso sentir mais profundo, qual farol que nos guia na direcção certa, sem medo de encalhar no primeiro escolho.
Não temos de viver em redomas, nem andar a pairar em cima de nuvens para nos sentirmos protegidos. A vida apresenta-se como ela é cada dia e nós só temos de navegar por ondas coloridas ou encostar em portos de abrigo quando a necessidade surge. Um dos mestres que encontrei pelo caminho, disse-me um dia que somos um barco à vela que, ora tem os panos enfolados para seguir o rumo estabelecido, ora baixa as velas e acosta até que o temporal passe.
Vivamos pois, a vida passo a passo, mas com a consciência de quem sabe que não há um minuto a perder… Aceitem o que são e como são e façam dessa consciência o vosso ponto de partida.
Fiquem bem!