A minha Lista de blogues

segunda-feira, setembro 14, 2009

HÁBITOS


“A partir do momento em que a consciência do Eu mais profundo se torna realidade, as mudanças fazem-se com confiança no processo de desenvolvimento, agindo com atenção, mas sabendo que o crescimento espiritual não para.”

Nós somos animais de hábitos - mudar rotinas ou alterar comportamentos é tarefa que requer organização mental e prática. Quando nos surge uma situação que nos obriga a repensar modos e caminhos, só temos de dar atenção aos pensamentos predominantes que nos apontam a direcção a seguir, ou seja, sentir que as informações que nos chegam são úteis e, principalmente, necessárias. O corpo manifesta-se com a sua grande sabedoria e, nós, que estamos habituados a dar-lhe crédito, só temos de fluir, seguindo as sugestões que se vão apresentando a cada passo.
Esta conversa serve para vos dizer que entrei, definitivamente, numa nova etapa do meu processo de desenvolvimento que implica mudança de hábitos em termos práticos. Não há grande mistério na situação… Passei a usar como transporte o Metro, maioritariamente, sempre que tenho de me deslocar aos sítios por onde passa a nova linha. Para além do factor poupança de combustível, menos stress com o trânsito, menos um veículo a poluir o ambiente e uma oportunidade para andar mais do que habitualmente. Foram estes os factores que me levaram a esta decisão e, feitas as contas, é só vantagens!!! É claro, que tive de me organizar, pedir e comprar um passe, aliviar as cargas que, normalmente, trazia para lá e para cá e procurar um novo lugar de estacionamento.
Divirto-me a observar os meus companheiros de viagem, tentando “adivinhar” vidas e aprender a conviver com esta nova circunstância. Uns ouvem música com auscultadores nos ouvidos (a mim não me dá jeito…), outros lêem livros ou jornais, há os que não se coíbem de falar ao telemóvel, sem se darem conta de que têm ouvintes à sua volta e, ainda, aqueles que conversam com amigos, vizinhos ou colegas de trabalho como se estivessem em casa. Cada qual na sua…
Como qualquer hábito que se altere leva o seu tempo a ficar estabelecido, só a sua repetição lhe permitirá ser registado no subconsciente. A nossa vida é assim feita, para que possamos ser mais livres para nos dedicarmos ao que importa. Quando apostamos no nosso desenvolvimento temos, forçosamente, de trabalhar muito para mudar hábitos antigos, assim como conceitos e preconceitos que fomos arrastando ao longo dos tempos. Só com disciplina e persistência podemos alcançar algum sucesso na ultrapassagem dos condicionamentos próprios de quem vive numa sociedade há muito estabelecida.
Mudar hábitos é, definitivamente, ampliar a consciência e olhar o novo dia com alegria e confiança, na certeza de que ao sentirmo-nos bem estamos a fazer o que é bom para o nosso Ser e o nosso Estar.
Fiquem tão bem quanto eu estou com esta mudança de hábito!

1 comentário:

gataborralheira disse...

Também eu estou num processo de mudança de muitos hábitos e o mais espantoso é que vou gostando cada vez mais da mudança. Andar de metro é sempre muito divertido (agora ainda mais porque não preciso andar em hora de ponta)
Um abraço e até 3ª!
sofia