A minha Lista de blogues

segunda-feira, novembro 10, 2008

CONCEITOS



“Penso ser importante transmitir aquilo que vamos sabendo ou sendo, à medida que avançamos neste caminho de buscas, dúvidas e alegrias. Nada realmente nos pertence. Cada palavra ou ideia intuída é de todos aqueles que buscam a Verdade ou pelo menos uma compreensão mais próxima da Verdade, que sabemos estar para além do visível que habitamos.
Os contactos deveriam estabelecer-se entre um SER e outro SER, independentemente do sexo e dos laços afectivos ou familiares. Cada indivíduo tem um caminho único, independentemente do papel que representa no seu convívio com os outros. Como se pode limitar a dimensão de quem se quer livre e autónomo? Ninguém é dono de ninguém! Juntos porque se amam, mas em caminhos diferentes, vivendo uns com os outros, mas não tendo de viver a vida uns dos outros. Respeitem-se, pois, amando-se na vossa individualidade.”

SETH



Já devem ter reparado que falo muitas vezes em “Grupo de Almas”. Esta ideia é um conceito que se baseia no sentimento de pertença que todos gostamos de ter, seja a nível familiar ou a nível social. O mesmo se passa no campo espiritual, pois o que se passa em baixo, passa-se em cima.
Ao longo dos anos, em que se foram aproximando de mim Seres dispostos a caminhar pela senda espiritual, que escolhi também ser a minha, foram despertando no meu “sentir”, a impressão de que um Grupo de Almas se ia formando com base em características próprias da missão a que estava destinado. As pessoas que se foram sentindo tocadas por essa energia não eram escolhidas por mim, nem por elas próprias. Formavam-se elos instantâneos, sem razão aparente e lógica, para além do facto de, naturalmente, se sentirem bem connosco. A certa altura, começava-se a desenhar uma característica comum: todos tinham vontade de evoluir para melhor ajudar o próximo, sem preocupação com o modo como o poderiam fazer. Cedo concluí que éramos um grupo de Almas, formado por curadores. Mantenho essa ideia até hoje, pois todos os que têm circulado por esta energia, têm uma frequência vibratória que se manifesta nesse sentido, nos desejos e nas acções de todos e cada um.
Esta será a base deste “Grupo de Almas” que mantém a ideia de que a verdadeira espiritualidade está na liberdade que se alcança através do desapego, amando e respeitando a individualidade de cada um e de todos, com a sensação de pertença, tal como numa família cujos membros são livres de caminhar por conta própria e, ao mesmo tempo, sabendo onde encontrar refúgio num lugar onde se aprende e ensina.
Conseguir fluir e gerir este conceito é o Caminho do Amor incondicional e de uma boa relação CORPO-MENTE-ESPÍRITO. Não é fácil, mas vale a pena, pois cada conquista é um passo em frente na mira desse objectivo.
Fiquem bem!

Sem comentários: