A minha Lista de blogues

sexta-feira, maio 15, 2009

MUDANÇAS

Acácias


Agapantos



Há quase 26 anos que faço o mesmo trajecto de manhã para vir trabalhar. Vou observando o caminho e o que me rodeia, ao mesmo tempo que oiço música. Quando estou a chegar à Praça do Marquês de Pombal, avisto à direita o Parque Eduardo VII. Nos primeiros tempos, na Primavera, deliciava-me com as flores lilases e brancas que rodeavam a praça e, mais bonito ainda, as acácias floridas que enchiam de cor o Parque.
Infelizmente, tenho vindo a constatar que as flores da praça foram substituídas por rosas. Nada a reclamar, a não ser que as anteriores combinavam perfeitamente com as árvores que pintavam de índigo os verdes circundantes.
É com grande tristeza que tenho vindo a assistir à gradual degradação desta paisagem citadina, à medida que as pobres acácias vão sendo consumidas pela poluição dos carros, para além do seu envelhecimento natural. A mancha azul está a desaparecer a pouco e pouco! Acontece o mesmo às árvores que enfeitavam a rua mais acima, por onde também passo. Há mudanças que custam e para as quais não vemos solução. Eu confesso que contribuo, igualmente, para a poluição, visto que venho de carro. Isso acontece porque - com muita pena minha – não tenho transporte fácil de casa. Aliás, o grande problema desta cidade é não haver bons transportes e não vejo jeito de acontecer essa mudança…
No entanto, considero-me privilegiada por ter um belo jardim à frente da janela onde me encontro agora a escrever e, onde moro, há relva e árvores, embora estas já não se encham de flores como antigamente. São ameixoeiras de jardim que davam umas ameixas muito azedas, mas que faziam as delícias dos miúdos que passavam por ali a caminho da escola. Não há como comer directamente da fonte… As crianças, também, já não passam por ali, visto que a entrada da escola mudou.
Temos de ir fluindo com as mudanças, sejam elas quais forem, e tirar partido do que se nos oferece ainda. A evolução é um processo imparável, constituindo um desafio permanente à nossa imaginação, criatividade e recomendada consciência ecológica.
Bom fim-de-semana. Fiquem bem!

Sem comentários: