A minha Lista de blogues

segunda-feira, novembro 13, 2006

ANIVERSÁRIO


Como o tempo passa... Faz hoje um ano que embarquei neste desafio que é comunicar através dum blogue. Passados que foram oitenta e tal textos, posso considerar que tem sido uma experiência, para além de positiva, fascinante. A perspectiva que tenho deste universo é sentir que estou próximo de muita gente que me “descobre”, sem a proximidade física que outros contactos exigem e, por isso, me permite gozar da liberdade própria de quem escreve sem expectativas, mas com a esperança de encontros sem apegos. Para além dos que se manifestam nos comentários, através de e.mails ou mesmo pessoalmente, há leitores anónimos que me privilegiam com a sua presença, facilmente constatada pelo número de visitas. Acho que ninguém escreve desta maneira sem esperar que alguém veja, senão bastaria criar um diário pessoal e privado. Escrevo porque gosto desta forma de comunicação e porque a timidez que me caracteriza faz com que, assim, seja mais fácil falar das minhas experiências de vida, cujas vivências podem ser um exemplo para outros e saber que não estamos sós nesta aventura que é a nossa passagem pela Terra.
Há quem tenha um blogue para discutir assuntos ou expressar opiniões sobre acontecimentos mundanos, políticos ou sociais. Não é essa a minha intenção. Essas discussões guardo-as para o privado familiar ou quando a ocasião se apresenta no convívio com os alunos do Centro ou nos atendimentos individuais. Gosto mais do confronto de ideias em conversa amena, cara a cara. Tenho as minhas convicções que expresso naturalmente e demonstro através do meu próprio comportamento que é sempre a melhor maneira de explicar sentimentos. Somos o que praticamos e praticamos o que somos. O pensamento de acordo com a acção, o dentro em harmonia com o fora, sabendo que não ensinamos nada a ninguém porque são as pessoas que aprendem, ou não. Se houver quem esteja a aprender com as minhas estórias, o mérito é de cada um que as lê e interpreta como pode e está preparado para entender. Ao longo da minha, já longa, vida tenho aprendido com muita gente que nem sabe que me está a ensinar. O importante de facto, é a disponibilidade interior para receber as informações que chegam, seja por escrito ou por outra via. O contacto entre os Seres é uma experiência essencial para que tenhamos espelhos onde nos possamos “ver” com outros olhos. O que os outros provocam em nós diz muito do nosso estado de evolução ou as memórias que acorda. Se estivermos atentos aos sinais teremos respostas a perguntas que não ousamos ou pensaríamos fazer.
O blogue, tal como o contacto com grupos de trabalho, família ou amigos, é uma oportunidade única para evoluir como pessoa integrada, apesar da individualidade. Agradeço a todos os que me têm acompanhado em mais esta aventura, pois a partilha me obriga a organizar-me em termos de ideias e de ideais. Sinto o mesmo quanto aos meus livros pois, também, eles me fizeram acreditar que não estou só e que o grupo a que pertenço é físico, mental e espiritual. Todas as dimensões numa só: SER e ESTAR neste TODO a que pertencemos. Seguirei como sempre, de acordo com o meu próprio SENTIR.
Obrigada. Fiquem bem!

3 comentários:

Anónimo disse...

Obrigada e parabéns, querida Maria Emilia
Bjs
Margarida

aldina disse...

PAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAARABÉNSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!!!Querida Amiga da minha alma!

Beijos de saudades e gratidão!

Até sempre

nina sem medo disse...

Parabéns! E continue a inspirar-nos.

Beijinhos