A minha Lista de blogues

domingo, abril 05, 2009

PÁSCOA




Agora que a Primavera se instalou e nos promete dias de Sol e campos floridos, só temos de gozar esta passagem que se manifesta no ritual da Páscoa. Na minha família, embora não sejamos cristãos praticantes, no sentido que esse termo pretende significar, temos por hábito reunirmo-nos ao almoço no domingo de Páscoa. Enquanto no Natal distribuímos presentes e fazemos filhós, nesta época preparamos e pintamos ovos cozidos que distribuímos nesse dia. A minha filha e os meus netos mais velhos costumam participar nessa acção criativa que nos dá imenso prazer, pois cada um se aplica o melhor que sabe e pode, aproveitando para pôr a conversa em dia.
Este ano a cerimónia será um pouco diferente porque resolvemos aproveitar para festejar as nossas bodas de ouro. Faz, precisamente, 50 anos que desembarquei em Goa, já casada (por procuração, que os meus pais não me deixavam partir solteira...) e pronta para receber a bênção nupcial que teve lugar junto ao altar da igreja onde se encontra o túmulo de S. Francisco Xavier. Como nos tínhamos casado durante o período da Quaresma, essa bênção só nos foi concedida depois da Páscoa, tendo aproveitado para o fazer naquele lugar sagrado com o capelão da Marinha.
O tempo passa e vamos deixando que as memórias positivas marquem a sua presença nesta longa vida em comum, com a certeza de que esta união deu os seus frutos e que filhos e netos seguirão com a herança de valores morais e éticos, por nós deixados. Ficou muito por fazer, muito por dizer? Claro que arrependimentos e tristezas não faltam mas, em compensação, sobra-nos o orgulho de podermos contribuir com a nossa presença e as nossas acções, para a manutenção da harmonia da família, à qual se têm vindo a juntar, os que pertencem ao nosso Grupo de Almas. O nosso sentir é uma força criadora e criativa que nos tem permitido sobreviver a momentos de grande dificuldade, bem como tirar imenso prazer com as coisas simples da existência. Pessoalmente, o que me importa é não arrastar mágoas, nem desilusões, quais sombras que, por vezes, custam a despegar e nos impedem de seguir em frente, leves e livres.
Nesta nova passagem que é a Páscoa, desejo a todos que a vivam em alegria e na esperança de que cada dia nascerá em Paz e com o Sol a inundar a Terra com a sua luz.
Um abraço. Fiquem bem!

Sem comentários: