A minha Lista de blogues

quinta-feira, abril 12, 2012

REVELAÇÕES




Qualquer relação, pessoal ou colectiva, pressupõe uma gestão da energia que por ela circula e que resulta de uma combinação de forças que umas vezes se complementam e outras se contradizem. A harmonia estabelece-se em consequência de uma expressão contínua de sentimentos que se vão desenvolvendo à medida que os conhecimentos se aprofundam e se consolidam.
As afirmações ou as negações do que somos ou gostaríamos de ser são as pistas que nos levam a descobrir que, o que verdadeiramente conta, é a própria essência. Tudo quanto esteja por detrás das aparências, é uma luz que surge nas sombras para que possamos ver o campo de acção onde as dúvidas se projectam. O que revelamos ou desejamos que nos seja revelado, não pode ser confundido com as projecções resultantes das experiências vividas no compasso de espera que nos permitiu amadurecer o suficiente para não nos deixarmos cair nas malhas de sensações mesquinhas ou passageiras. O jogo de luzes a que nos habituámos serve apenas para esconder aquilo que, na verdade, só pode ser dado a conhecer a quem tiver o entendimento adequado, a sensibilidade própria dos seres que habitam as mais altas esferas do conhecimento.
Há barreiras que são sistemas de segurança para que não se perca o resultado das acções do dia-a-dia, mantendo uma atenção constante e uma destreza de pensamento que nos ajude a perceber que estamos ligados e fazemos parte da mesma estória, mantendo um diálogo vivo e sincero, sem que seja preciso adivinhar os sonhos que sonhamos e sem deixar de aceitar as diferenças.
A realização pessoal e colectiva depende da atenção dada ao que sentimos e do prazer em saborear contradições próprias da individualidade, fruto de experiências pessoais, ao mesmo tempo que se vai tendo a alegria de viver uma experiência espiritual que nos permita ser agentes de cura própria e de outrém.
Nas relações pessoais ou de grupo, é importante:



 Reconhecer que é nosso direito sentirmo-nos bem!

 Perceber que a responsabilidade é sempre nossa!

 Aceitar a liberdade alheia, refreando as expectativas!

 Mudar o rumo da nossa actuação para evitar repetições!

 Lembrar que o grande poder está em nós!!!





Fiquem bem!





3 comentários:

Ana Caroline Bachtold disse...

nossa, seus contos são muito bons... gostei muito, parabéns.. A senhora é uma ótima escritora

Ana Caroline Bachtold disse...

nossa, seus contos são muito bons... gostei muito, parabéns.. A senhora é uma ótima escritora

Maria Emília disse...

Muito obrigada pela sua atenção. É bom quando sabemos que o nosso pensamento chega a alguém que está na mesma vibração!
Um abraço