A minha Lista de blogues

terça-feira, dezembro 05, 2006

ESTÓRIA DUM NATAL




O Natal é uma época de contradições, de alegrias e tristezas sem fim e muitas saudades, mas também é uma altura em que podem acontecer coisas engraçadas.
Quando estava a matutar sobre o que me apetecia escrever nestas conversa siderais, veio-me à cabeça uma estória passada num, longínquo, Natal de família. Durante muitos anos, tínhamos o hábito de nos juntarmos todos em casa do meu irmão, o único com espaço suficiente para o grande grupo que formamos entre irmãos, filhos e netos respectivos, mais alguns colaterais. Como é evidente, o menu era construído a partir de um plano elaborado pela minha cunhada que é uma pessoa organizadíssima. Cada família tinha de levar um prato salgado e outro de sobremesa, de acordo com o número dos seus membros e a sua aptidão para a cozinha. Nas sobremesas, a mim calhava-me sempre as filhós (algumas pessoas chamam coscorões àquele tipo que faço) e naquele ano, pediram-me que apresentasse um perú com recheio de castanhas. Normalmente havia mais do que um o que se prestava a comparações e alguma competição nas receitas.
Em casa havia dois gatos e um cão, ainda do tempo em que os meus filhos por lá andavam. Um dos gatos, chamado Shiva, era um tigre, de aspecto e potência, muito guloso e comilão. Estávamos prontos para arrancar para o Estoril, onde mora o meu irmão e, entretanto, fazíamos sala com um dos meus afilhados e respectiva família, que sempre nos vai visitar na véspera de Natal para a habitual troca de prendinhas. A filha mais nova, nessa época ainda muito novinha, ia-se deliciando com um prato de filhós, aliás, a partir de então ficou minha freguesa anual. Terminada a visita natalícia, preparámo-nos para avançar para a nossa festa e fomos direitos à cozinha para recolher os acepipes e encaixar as prendas de maneira a que as pudéssemos transportar em segurança. Qual não é o nosso espanto, quando demos com o belo perú destituído de parte do seu saboroso peito!!! O Shiva tinha acabado de festejar o seu Natal felino...Até me caiu a alma aos pés!!! Quem já se deu ao trabalho de preparar um perú natalício, saberá avaliar o meu “desgosto”... E preocupação... Que fazer? Àquela hora já não era possível arranjar outro e parecia-nos um pecado deitar fora o belo petisco! Pensando bem, acabei por lhe tirar a parte tocada pelo amigo Shiva, e compus a cena o melhor que pude. Só lhes digo que foi um sucesso, tudo acabou em bem e numa bela risota.
Para a próxima conto outra...
Fiquem bem!

Sem comentários: