A minha Lista de blogues

segunda-feira, novembro 12, 2007

SONHOS ALHEIOS



No sábado decorreu a 3ª lição do nosso curso (Sentir Energia – Processo Evolutivo), cujo tema era: Sonhos e Escrita Criativa, maravilhosamente conduzido pela Clare Johnson. O tema despertou o interesse de todos quantos participaram, tendo sido surpreendidos com o desenvolvimento das acções propostas. Cada um falou dos seus sonhos persistentes ou cuja memória prevalecia e, em seguida, foi-nos proposto agarrar num sonho alheio e começar a escrever, começando com a frase: Se este fosse o meu sonho…”. Durante oito minutos escrevemos sem parar para pensar.
Não me fiz rogada e agarrei num dos sonhos que mais me chamou a atenção. Não vos conto, em pormenor, como era o sonho, que é coisa privada, mas eu escrevi assim:
“Se este fosse o meu sonho começava a cantar e a dançar para que alguém me tirasse da campânula onde estava metida e que não é senão um grande ventre materno onde me encontro à espera de nascer para o mundo.
Debaixo de uma bela árvore me sento com os meus pares e deixo que o meu olhar percorra o grupo que ali se encontra para discutir assuntos que dizem respeito ao desenvolvimento do trabalho do Grupo de Almas a que pertencemos e cada um vai falando das suas experiências e dos seus sonhos. Vamos partilhando as vivências com alegria, fazendo o ponto da situação para que cada membro do grupo pudesse levar consigo as lições que lhe serviam.
É um prazer estar com os meus pares e a alegria que sinto neste encontro uma alegria que me transcende e me leva a acreditar que as nossas missões, a nossa MISSÃO, está a ser cumprida com a disponibilidade de todos e as ajudas dos anjos, mestres e entidades que nos assistem, pois o que está em cima, está em baixo, é tudo o mesmo! Assim na terra como no céu, o pão-nosso de cada dia nos dai hoje, agora e sempre.
O meu papel é o meu papel e não é mais nem menos do que o papel dos que pertencem a este Grupo de Almas que, neste momento, se encontram para se alimentarem e protegerem nesta passagem pela matéria.”

E, foi assim que fiz de um sonho alheio o meu próprio sonho. Como é bom partilhar sonhos!!!
Fiquem bem!

Sem comentários: