A minha Lista de blogues

sábado, dezembro 10, 2005

EMBARAÇO

Aproveitando um tempo livre no meu trabalho, resolvi dedicar-me à continuação do texto que havia começado em casa e que dá seguimento às minhas estórias de vida. Dei por terminado mais um capítulo, fiz uma pausa para dar atenção a outra tarefa, esperando voltar logo para o computador. Voltar, voltei, mas num abrir e fechar de olhos, o dito desligou-se porque, dizia “ele”, tinha havido um problema que punha em risco o próprio... Nunca mais o consegui “reanimar” por mais voltas que desse. Em desespero, falei com a pessoa que me tem dado uma mão nestas ocasiões e estou certa que, na segunda-feira, a coisa fica resolvida. Quando dependemos das máquinas é preciso contar com estes percalços. Felizmente tinha gravado o que acabara de escrever, por isso, é só uma questão de tempo para que retomemos o fio à meada. Os computadores são como algumas pessoas, têm manias ou, como diz um amigo meu, dá-lhes os nervos ou alguma “virose”!
Assim terminou mais uma semana de trabalho e o Natal aproxima-se a passos largos. Confesso que o que me dá prazer nesta época é fazer os arranjos em casa e no Centro, embrulhar algumas prendas com um toque pessoal e, na véspera, fazer as filhós com a ajuda da minha filha. Uma tradição familiar que não dispensamos. O resto passa-se tranquilamente com os filhos e os netos. A nossa Família já é demasiado grande para nos juntarmos com irmãos e sobrinhos! É um gosto assistir à alegria das crianças quando abrem os seus presentes. Não gastamos muito dinheiro pois o que é preciso é ir ao encontro dos gostos de cada um e, eles também sabem medir as suas exigências. São crianças muito amadas durante todo o ano, não têm necessidade de se compensarem nesta quadra! O Natal é mais uma ocasião para o encontro da Família e os gestos de solidariedade para com os mais carenciados. Fazemos os possíveis por fugir à fúria consumista, própria desta sociedade tão cheia de contradições e, na verdade o que conta mesmo é a atenção que damos ao estar e ao sentir de todos e cada um que nos rodeia.

Pedindo desculpa pelo embaraço, vos desejo um bom fim de semana.


OM SHANTI
(PAZ E HARMONIA)

1 comentário:

aldina disse...

para meu bem também tenho um natal dos melhores, os presentes são sempre muito uteís e de boa qualidade, não investimos na quantidade lá pela casa-mãe, agora consegui clarificar este princípio através do seu texto, somos deveras muito amados uns pelos outros! E todos participamos na feitura das filhoses e da organização da mesa de Natal!

FELIZ NATAL e FELIZ ANO NOVO!